Posted by : Cauan Cechinel sexta-feira, 14 de junho de 2013


 Black Mirror é sem dúvida uma série que merece ser assistida. É uma série que não segue uma ordem cronológica, porque, na verdade não tem ao menos uma história fixa. Cada episódio é independente e conta uma história diferente com personagens diferentes. Porém, apesar disso tudo consegue te prender e fazer com que você assista a cada episódio ansiando pelo próximo e o próximo.

Esta é uma série cheia de peculiaridades. Não apenas por cada episódio ser independente em termos de história, mas também pela temporada apresentar apenas três episódios. Tudo bem que isto não é algo mais tão incomum assim, porém continua sendo no mínimo "estranho". Aliás, estranha é uma palavra que define bem essa série. Cheia de reviravoltas surpreendentes, cada episódio faz você se conectar aos personagens com facilidade e você se vê conduzido por suas vidas, seus pensamentos e condenando ou indo à favor de seus pensamentos e ações.

Black Mirror mostra - pelo que pude perceber - uma espécie de futuro alternativo. Tendo assistido ao menos a primeira temporada, foi isto que pude concluir. Em um dos episódios os jovens tem que pedalar em bicicletas que ficam estáticas para produzir energia para as cidades. Já em outro ele mostra uma realidade alternativa onde uma princesa é sequestrada e um político precisava fazer um certo sacrifício para que ela não fosse morta.

Uma das qualidades de Black Mirror é que esta série consegue tirar você de sua área de conforto. Fazendo você refletir sobre as nossas ações e a pensar acerca do que consideramos certos e sobre o que estamos acostumados. Contudo, há cenas em que você realmente deseja ignorar e passar pra frente, tornando os episódios (apesar de curtos) cansativos. Há momentos de tensão, porém estes são demasiado longos há ponto de serem cansativos e muitas vezes são desnecessários. A série é boa, mas por estes e outros motivos lhe darei três estrelas.

★ ★  ☆ 

BOM

Leave a Reply

Subscribe to Posts | Subscribe to Comments

- Copyright © 2013 Contracapa | Blog Literário - Shiroi - Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -